domingo, 8 de janeiro de 2012

Como Nasce um Paradigma

Antes de falar sobre o assunto, eu gostaria que vocês lessem esse texto, atribuído à Albert Einstein,  que eu retirei do livro "Sociologia para Jovens do Século XXI"

"Um grupo de cientistas colocou cinco macacos numa jaula. No meio da jaula puseram uma escada e, sobre ela, um cacho de bananas.

Quando algum macaco subia a escada para apanhar as bananas, os cientistas lançavam um jato de água fria nos que estavam no chão.
Depois de certo tempo, quando um macaco ia subir a escada, os outros enchiam-no de pancadas.

Passado mais algum tempo, nenhum macaco subia mais a escada, apesar da tentação das bananas.

Então, os cientistas substituíram um dos cinco macacos.

A primeira coisa que o macaco novato fez foi subir a escada, de onde foi rapidamente retirado pelos outros, que o surraram.

Depois de algumas surras, o novo integrante do grupo não mais subia a escada.

Um segundo foi substituído, e o mesmo ocorreu, tendo o primeiro substituto participado, com entusiasmo, da surra ao novato.

Um terceiro macaco foi trocado, e repetiu-se o fato. Um quarto e, finalmente, o último dos veteranos foi substituído.

Os cientistas ficaram, então, com um grupo de cinco macacos que, mesmo nunca tendo tomado um banho frio, continuavam batendo naquele que tentasse chegar às bananas.

Se fosse possível perguntar a algum deles porque batiam em quem tentasse subir a escada, com certeza a resposta seria:
'Não sei, as coisas sempre foram assim por aqui...'”


Lendo isso, eu só pude pensar que somos macacos de laboratório de uma sociedade que vem sendo moldada há séculos. Já nascemos sabendo como devemos agir até o momento de nossa morte, "batemos" em muitos outros "macacos", cujos atos aprendemos à condenar, muitas vezes sem mesmo saber porquê. Somos obrigados a seguir um modelo que em algum momento, foi imposto por alguém como sendo certo e que foi seguido daí em diante. Desde pequenos já sabemos em que/quem acreditar, o que podemos ou não falar, como devemos agir, quem devemos amar, o que ou quem devemos condenar, qual o exemplo de família devemos ter e etc. E vamos aceitando e vivendo assim pois o conformismo, é uma das características mais presentes na raça humana. Em um mundo moldado e conformado, é difícil ser o dissidente, o "do contra". Ir contra regras e costumes estabelecidos há anos é praticamente loucura, por sorte tivemos "loucos" que "nadaram contra a maré" e mudaram conceitos e estruturas, os quais as pessoas acreditavam ser os corretos e/ou os únicos aceitáveis. Graças aos "loucos", eu posso votar, estudar, trabalhar, posso escolher qual e quantos deuses seguir(entre aspas né?! Porém isso é tema para outro post rsrsrs) e entre outras coisas, posso escrever esse blog. Muitas vezes precisamos ser "loucos" e não seguir algo porquê fomos ensinados assim, ou porquê os outros seguem. Não entendo como tantos absurdos ainda são vistos como naturais na nossa sociedade atual, como eu disse antes, o conformismo é uma das características mais presentes no ser humano e também uma das mais tristes. Prefiro ser "a louca" do que viver de uma maneira em que não acredito. Grandes mudanças começam com um único passo, por isso, acredito que quando alguém não concorda com um sistema deve lutar para mudá-lo, mesmo que não obtenha resultados. É muito mais louvável perder a luta, do que viver sem lutar. 
Deixo para vocês dois vídeos de comercias que servem como uma ótima forma de reflexão sobre tudo o que falei.


Como sabiamente disse Einstein, "Triste época! É mais fácil desintegrar um átomo do que um preconceito."

3 comentários:

  1. Patricia M. Naurosk14 de janeiro de 2012 17:38

    Gostei mto do texto,realmente precisamos de um pouco de loucura para conseguimos chegar ao nosso objetivo.
    Os vidoes são maravilhosos.
    Seu blog está de Parabens!!!!
    bjos

    ResponderExcluir
  2. Parabéns!!!
    Como sempre arrasando!!!
    Esta tudo lindo, texto, vídeo, foto...
    Beijosssss

    ResponderExcluir
  3. PARABÉNS !!!!
    Sou sua fã e vc sabe disso e agora pensartilhando conosco suas idéias e seus ideais, é maravilhoso!!! Tão jovem e ao mesmo tempo tão madura e muito pra pensartilhar...
    Bjo no coração!!!!
    Tania Gomes

    ResponderExcluir